‘Batkid – o início’

O que é preciso para transformar um sonho em realidade? Patricia Wilson é uma das pessoas mais preparadas para responder a essa pergunta. Ela é diretora da Make a Wish, uma fundação criada em 1980, nos Estados Unidos, para realizar os desejos de crianças com doenças graves e ajudá-las a recuperar uma parte da infância perdida entre hospitais e longas fases de tratamento na luta pela sobrevivência.

Um dos sonhos que Patricia ajudou a tornar real foi o de Miles, morador da pequena cidade de Tulelake, no estado americano da Califórnia. Quando tinha por volta de um ano e meio de vida, ele foi diagnosticado com leucemia. Depois de anos de tratamento, com o menino já próximo à remissão, a família entrou em contato com a fundação: Miles queria ser – ainda que por um dia – seu herói favorito, o Batman.

No dia 15 de novembro de 2013, o mundo conheceu Batkid. E não há qualquer exagero em dizer que a história foi manchete em países tão diversos quanto a China ou a Noruega. É que, naquele dia, São Francisco virou Gotham City. A empreitada foi tão grande que envolveu o departamento de polícia e a prefeitura. Quarteirões inteiros foram bloqueados para a passagem do batmóvel, aguardada por milhares de voluntários, muitos deles vindos de avião. Hans Zimmer, responsável pela trilha sonora da trilogia Batman dirigida por Christopher Nolan, compôs um chamado especial para o projeto. Atores que interpretaram o personagem no cinema e até o então presidente Barack Obama enviaram mensagens para Miles, agradecendo-o por ter derrotado Charada e Pinguim, salvando a cidade.

A bem-sucedida empreitada está recontada em ‘Batkid – o início’ (‘Batkid begins’, no original), dirigido por Dana Nachman e lançado em 2015. Em cerca de uma hora e meia, o documentário, disponível no catálogo do Globoplay, traz entrevistas com os pais de Miles e com os principais responsáveis por organizar a ação, mostrando como tudo foi arquitetado. Em tempos em que a empatia parece perder cada vez mais espaço para o ódio, o filme nos mostra o poder transformador da solidariedade, aquece o coração e devolve a esperança na humanidade. ‘Batkid’ também foi feito para que não nos esqueçamos jamais de que o primeiro passo para tornar um sonho real é sonhar.

Foto: divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s